Páginas

Entrevista com Fiuk

A galera da Mix entrou em contato com o Fiuk para gravar uma entrevista exclusiva com o cara que agora segue em carreira solo. Fiuk nos contou o significado do seu nome, falou também sobre o livro "Diário de Fiuk" e muito mais. Confira!


RÁDIO MIX: Por que o nome Fiuk?
FIUK: Este apelido ganhei do filho do jardineiro que trabalhava em casa, ele começou a me chamar assim e pegou, gostei tanto que resolvi adotar como nome artístico.

RÁDIO MIX: Ficamos sabendo que além de cantor e ator, você também é escritor. Fale um pouco sobre o seu livro "Diário de Fiuk".
FIUK: (rs) É muito louco isso, mas na realidade o livro foi escrito por uma jornalista, a Clene Salles, tive todo suporte dela. O “Diário de Fiuk” conta um pouco da minha vida, como sou em família, na carreira, como fui na escola, enfim, é um pouco da minha história, que ainda tenho muito que aprender (rs).


RÁDIO MIX: Como é ser filho de famoso? Ajuda ou atrapalha?
FIUK: Nunca me importei muito como isso, sempre procurei fazer a minha história, claro, que não tenho como fugir disso, às vezes rola uma comparação, mas quem sou eu para me compararem com meu pai. Nossa! Ainda falta muito para eu chegar perto de 10% dele (rs).

RÁDIO MIX: Quem te incentivou a ser ator? Você pretende seguir a carreira de ator?
FIUK: A carreira de ator surgiu meio que por acaso, fiquei sabendo dos testes para o filme “As Melhores Coisas do Mundo”, resolvi fazer e passei. A Lais (diretora do filme) me deu a maior força, sempre me apoiando, devo muito a ela. Mas agora o “bichinho” me picou, vamos ver o que vem por aí.

RÁDIO MIX: Como foi fazer o filme “As melhores coisas do mundo”?
FIUK: Foi muito bom, uma experiência e tanto, aprendi muito com todo mundo, foi meu primeiro trabalho como ator, tive total apoio, da Lais, do elenco, todo mundo me deu a maior força. Gostei demais!


RÁDIO MIX: Quando decidiu ser cantor?
FIUK: Eu sabia que queria ser cantor desde sempre (rs), quando tinha 13 anos cheguei para o meu pai e disse ‘Vou montar uma banda’, a partir daí não desisti (nunca) dos meus sonhos e estou indo atrás.

RÁDIO MIX: O seu pai sempre apoiou a sua carreira de músico?
FIUK: Ele sempre me apoia, mas ele é muito crítico, então algumas vezes recebi críticas dele, mas acho que isso foi para me fortalecer, me ajudou e ajuda muito.

RÁDIO MIX: Você se identifica mais com a carreira de cantor ou de ator?
FIUK: Xi! Agora ficou difícil... Mas amo a música, adoro estar no palco, a minha vida é cantar.

RÁDIO MIX: Quando teve a ideia de fazer carreira solo e sair da Hori?
FIUK: No final do ano passado, percebemos que cada um tem um talento que tinha que ser mais explorado, conversamos e decidimos que seria melhor eu seguir a minha carreira e cada um seguir a sua. E é o que está acontecendo, o Renan, por exemplo, já lançou uma música irada, muito boa mesmo.


RÁDIO MIX: Como é a sua relação com os integrantes da banda Hori?
FIUK: Excelente! Somos “Brothers”, torço por eles sempre e estamos juntos.

RÁDIO MIX: O que você tem ouvido de bandas novas? Indica alguma coisa pra galera?
FIUK: John Mayer, tudo do John Mayer, o cara é demais.

RÁDIO MIX: Onde você busca inspirações para compor?
FIUK: Compor é uma coisa muito louca, às vezes a música vem inteira na sua cabeça, às vezes tem que buscar inspiração em alguma história, não tem uma regra.

RÁDIO MIX: Como você lida com o assédio das fãs?
FIUK: Muito bem, não tenho nenhum problema com isso, pelo contrário, me dou muito bem com elas.

RÁDIO MIX: Como é a sua relação com a Internet?
FIUK: Trabalho bastante com a Internet, tenho twitter, estou preparando um novo site, que vai ficar demais, aguardem! A Internet hoje é uma excelente ferramenta de divulgação.

RÁDIO MIX: O que podemos esperar do Fiuk para 2011?
FIUK: CD novo, muito trabalho e quem sabe apareço nas telinhas também.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário